Áustria não está pronta para receber mais afegãos


Crédito da imagem: Presidente da Rússia
  • País:
  • Alemanha

Chanceler austríaco SebastianKurz diz que seu país não está preparado para receber mais afegãos e não apoiará um sistema europeu de distribuição de refugiados do Afeganistão em toda a União Europeia.

Questionado sobre as propostas para que todos os países da UE compartilhem o fardo de acolher refugiados, Kurz disse a repórteres em Berlim na terça-feira que áustria já havia recebido uma 'parcela maior do que proporcional' de migrantes desde 2015.

A Áustria já tem o quarto maior Afeganistão comunidade em todo o mundo, disse ele antes de uma reunião com o alemão Chanceler Angela Merkel.



Merkel disse que, para seu governo, o foco agora é como ajudar até 40.000 afegãos quem tem o direito de vir para a Alemanha com sua família porque trabalharam para o alemão militares ou organizações de ajuda.

“Precisamos ver quantos realmente querem deixar o país e quantos não”, disse ela.

'Isso vai depender muito das circunstâncias em que o Taliban criar no país. ' Falando em um evento separado, o ministro do Interior da Alemanha disse que seu país está disposto a aceitar os afegãos que correm maior risco de perseguição, mas não quis dizer quantos.

'Não acho sensato falarmos sobre números aqui, porque os números obviamente desencadeiam um efeito de atração e não queremos isso', disse o ministro, Horst Seehofer.

Ele exortou todos os 27 países da UE a chegarem a acordo sobre uma política comum de asilo, observando que 'até agora, Áustria não foi preparado para isso, até agora.

(Esta história não foi editada pela equipe do Top News e é gerada automaticamente a partir de um feed distribuído.)