Criminosos de racismo repetido por futebol deveriam ser expulsos do futebol internacional, diz Bale

O capitão do País de Gales, Gareth Bale, pediu no sábado que os países cujos torcedores são reincidentes infratores pelo racismo sejam banidos do futebol internacional, após denúncias de abuso contra os ingleses Raheem Sterling e Jude Bellingham contra a Hungria, em Budapeste, na quinta-feira.


Imagem representativa Crédito de imagem: ANI

Capitão do País de Gales, GarethBale no sábado, pediu que os países cujos torcedores são infratores reincidentes por racismo sejam banidos do futebol internacional após denúncias de abuso contra o Raheem Sterling da Inglaterra e Jude Bellingham contra a Hungria em Budapeste na quinta feira. Falando antes da Copa do Mundo de seu time eliminatória contra a Bélgica no domingo, o Real Madrid winger questionou as longas investigações que habitualmente se seguem a tais incidentes e exigiu uma ação mais imediata.

'Eu não sei a gravidade do que fazer, mas a coisa mais fácil é ... se você bane os torcedores do estádio ou se eles continuam fazendo isso repetidamente, o que parece ser o que está acontecendo, então você bane o país da competição ', disse o jogador de 32 anos. 'Se aquele país continuar fazendo esses gestos horríveis, então talvez a melhor coisa a fazer seja livrar-se deles, dar-lhes uma suspensão e, com sorte, eles aprenderão a lição assim.'

A FIFA abriu um processo disciplinar em relação aos incidentes em Budapest que foram condenados pela Associação de Futebolistas Profissionais, bem como pela Grã-Bretanha Primeiro Ministro Boris Johnson.Bale acrescentou que seus jogadores teriam todo o seu apoio se optassem por se retirar em reação a qualquer abuso racial durante o jogo contra a Bélgica. em Kazan.



Depois de enfrentar a Bielo-Rússia , Gales enfrentar a Estônia em casa em 8 de setembro.

(Esta história não foi editada pela equipe do Top News e é gerada automaticamente a partir de um feed distribuído.)