Espanha dará terceira dose de vacina a residentes de lares, infecções caem

A taxa de infecção nacional medida nos últimos 14 dias caiu para 96 ​​casos por 100.000 pessoas na quinta-feira, caindo abaixo do limite de 100 casos pela primeira vez desde 25 de junho. O ministério relatou 4.075 novos casos desde quarta-feira, elevando o total para 4,9 milhões, enquanto o número de mortos subiu de 101 para 85.739.



A Espanha dará uma terceira dose da vacina COVID-19 para residentes de lares de idosos e outros grupos vulneráveis, o Ministério da Saúde disse na quinta-feira, e divulgou dados que mostram que a taxa de infecção caiu para seu nível mais baixo desde junho.

Pacientes com câncer submetidos a quimioterapia ou radioterapia e pessoas com problemas de saúde que requerem tratamento imunossupressor também seriam elegíveis para uma dose de reforço, disse o ministério. Vários países, incluindo oUnited Estados, Grã-Bretanha andFrance , decidiram oferecer reforços a idosos e pessoas com sistema imunológico fraco, embora não haja consenso científico quanto à sua necessidade.

Ministério da Saúde da Espanha esses residentes de asilos deveriam receber uma dose extra porque são mais frágeis, sofrem de múltiplas patologias e vivem em um ambiente fechado. A taxa nacional de infecção medida nos últimos 14 dias caiu para 96 ​​casos por 100.000 pessoas na quinta-feira, caindo abaixo do limite de 100 casos pela primeira vez desde 25 de junho.



O ministério informou 4.075 novos casos desde quarta-feira, elevando o total para 4,9 milhões, enquanto o número de mortos subiu de 101 para 85.739. Pouco mais de três quartos da Espanha população foi totalmente vacinada, dados mostraram na quinta-feira.

(Esta história não foi editada pela equipe do Top News e é gerada automaticamente a partir de um feed distribuído.)