Talibã dispersa manifestação em Cabul e prende jornalistas

Eles me fizeram esfregar o nariz no chão e pedir desculpas por cobrir o protesto, disse ele, falando sob condição de anonimato por temer por sua segurança. O jornalismo no Afeganistão está ficando mais difícil, acrescentou. entre os presos. Desde que assumiu o controle do Afeganistão no mês passado, houve relatos de ataques do Taleban e ameaças a jornalistas.


Imagem representativa Crédito de imagem: ANI
  • País:
  • Afeganistão

TheTaliban dispararam tiros para dispersar um comício na terça-feira em Cabul e prendeu vários afegãos jornalistas que cobriam a manifestação, testemunhas e afegãos meios de comunicação, disse.

O protesto começou fora do Paquistão Embaixada no Afeganistão capital para denunciar o que os manifestantes alegam como interferência do Paquistão no Afeganistão , especialmente o suposto apoio de Islamabad ao mais recente ofensiva que derrotou combatentes anti-Taleban na província de Panjshir.

Postagens nas redes sociais exigiam a libertação dos repórteres presos.



AnAfghan jornalista que estava entre os detidos e que mais tarde foi libertado disse à Associated Press ele foi punido pelo Talibã. 'Eles me fizeram esfregar meu nariz no chão e pedir desculpas por cobrir o protesto', disse ele, falando sob condição de anonimato por temer por sua segurança.

'Jornalismo no Afeganistão está ficando mais difícil '', acrescentou.

Canal de TV TOLOnews do Afeganistão disse que seu cameraman Wahid Ahmadi estava entre os presos.

Desde que assumiu o controle do Afeganistão no mês passado, houve relatos do Taliban espancando e ameaçando jornalistas. Em um caso conhecido, o alemão emissora onda alemã disse o Taliban combatentes indo de porta em porta na caça a um de seus jornalistas atiraram e mataram um membro de sua família e feriram gravemente outro.

(Esta história não foi editada pela equipe do Top News e é gerada automaticamente a partir de um feed distribuído.)