O ACNUR acolhe a proposta dos EUA de aumentar a meta de reassentamento de refugiados

Este plano reflete o compromisso do governo dos EUA e do povo americano em ajudar a garantir que os refugiados mais vulneráveis ​​do mundo tenham a chance de reconstruir suas vidas em segurança.


O ACNUR aplaude este apelo à ação e exorta todos os países a disponibilizarem mais locais de reassentamento para os refugiados que mais precisam. Crédito de imagem: Twitter (@Refugees)

O ACNUR, a Agência para os Refugiados da ONU, dá as boas-vindas à proposta do presidente dos EUA, Biden, de aumentar a meta de reassentamento de refugiados nos Estados Unidos no próximo ano fiscal para 125.000 pessoas.

Este plano reflete o compromisso do governo dos EUA e do povo americano em ajudar a garantir que os refugiados mais vulneráveis ​​do mundo tenham a chance de reconstruir suas vidas em segurança.

Também envia um sinal claro ao mundo sobre a importância de todos os países fazerem sua parte e trabalharem juntos para compartilhar a responsabilidade de responder às necessidades dos refugiados com ações concretas, fortes e compassivas.



Se confirmado após consulta com o Congresso e assinada pelo presidente dos Estados Unidos, Biden, esta meta de reassentamento pode salvar a vida de 125.000 mulheres, homens e crianças e manterá viva a esperança para milhões de refugiados em todo o mundo.

O ACNUR aplaude este apelo e exorta todos os países a disponibilizarem mais locais de reassentamento para os refugiados que mais precisam.